quarta-feira, 21 de junho de 2017

Intensos

       Ser intenso é complicado. Pouquíssimas são as pessoas que sabem lidar com essa forma de sentir. Se você está triste, você chora como se o mundo estivesse acabando. Se você está feliz, você comemora com os 4 cantos do universo. Se você está com raiva, a única coisa que falta é sair fogo dos seus olhos. Se você ama, você sente tudo isso ao mesmo tempo e tem que saber administrar, para não fazer quem está do seu lado ir embora. 
       O problema é esse. Nós, os intensos, não controlamos nada. A palavra "controle" não está no nosso vocabulário. Nem sabemos o que ela significa. E, por essa razão, somos os que mais se machucam e se decepcionam com as pessoas. Falamos que perdemos as esperanças, que não queremos mais nada com ninguém e que a vida é bem melhor de ser vivida individualmente, cada um com seus botões (intensidade, lembra?). Mas quando nos damos conta, lá estamos nós com nossos sentimentos a flor da pele novamente. Ouriçados, querendo loucamente cativar quem está perto. E o que acontece? Acabamos espantando todos. 

       Hoje em dia as pessoas não estão interessadas em sentimentos. Elas querem farra, querem gastar todo o salário do mês em festas para "passar o rodo", "pegar geral mas não se apegar", "causar", mas o que elas não querem de jeito nenhum é "sentir". Viver de momentos não é viver, viver de momentos não é curtir a vida, viver de momentos é apenas estar existindo, na esperança de que em algum dia algo interessante ou divertido irá acontecer, e aí sim, de uma hora pra outra, todos estão felizes, cantando, dançando, bebendo, rindo...sentindo. Mas aí a festa acaba, a música para, o copo fica vazio, aquela piada não tem mais graça... 

       Com os intensos a história é outra. Sentimos tudo, o tempo todo. E muitas vezes a culpa não é nossa. As pessoas despertam nossos sentimentos. Nos fazem ver a vida com brilho nos olhos. Nos fazem rir quando estamos tristes. Nos fazem bem quando estamos mal. Nos fazem cócegas quando estamos com raiva...
...nos fazem chorar quando estamos felizes. Nos fazem sentir mal quando estamos bem. Nos deixam com raiva quando estamos nos divertindo.

        Pois é. Elas têm o poder de curar e também o de ferir cruelmente e não fazem ideia disso. Não temos culpa de sermos intensos. E do mesmo modo, não temos culpa de sermos rasos. Não temos culpa de depositar confiança em quem não saberá valorizar. Muito menos temos culpa se sentir a vida da forma que sentimos. 
       Mas uma coisa é certa: nessa briga de cão e gato, os dois saem feridos, a diferença é que um apenas vai se dar conta disso quando for tarde demais e a ferida tenha se tornado algo mais grave que, provavelmente, tenha um nome científico daqueles que aprendemos nas aulas de biologia, mas aqui, eu o chamo de "arrependimento".".

domingo, 19 de março de 2017

O mais belo caminho

Em meio a todo o alfabeto,
Apenas sete letras formam essa riqueza.
Que repleta de amor e de afeto,
Resplandece a sua beleza.

Seja para rir, seja para chorar,
Seja para aprender, seja para abraçar,
Apenas seja e terá a oportunidade,
De provar do valor de uma verdadeira amizade.

Vez que outra algumas se vão,
Sem justificativa partem do nosso caminho.
Mas, involuntariamente, deixam uma lição,
Para mostrar que ninguém está nesse mundo sozinho.

Amigos de perto se afastam,
Amigos distantes se aproximam.
Amigos que não imaginávamos serem amigos chegam,
Amigos que nunca foram amigos, enfim se distanciam.

Resumida em conselhos e incontáveis gargalhadas,
Fundada na cumplicidade, no respeito e na confiança.
Todas as memórias são cuidadosamente guardadas,
Semelhante a um casamento, onde o amor é a aliança.

Irmãos que nosso coração escolhe.
Família sem a qual não sobrevivemos.
Sentimento que a alma planta e colhe.
O mais belo caminho que trilharemos.

quarta-feira, 8 de março de 2017

A vida não pode esperar

A vida é como uma montanha-russa,
Tem horas que anda lentamente,
E outras, que parece que vai voar.
Sobe lenta e dolorosamente,
Porque quando desce, você sabe que terá que se segurar.

Na infância, não vemos a hora de embarcar no carrinho e começar a aventura,
Crescer, trabalhar.
Achamos tudo lindo, na inocência de não saber o que teremos pela frente.
E ficamos frustrados quando percebemos que essa caminhada vai se demorar.

Enquanto crescemos e o carrinho vai subindo, notamos que passa mais rápido do que nos falaram.
Não dá para voltar atrás, não dá pra desistir.
Então respiramos fundo e contemplamos a vista
Vemos, do alto o quanto a vida é bela.
E ali, em meio ao receio de não saber o que está logo à frente, encontramos motivos para sorrir.

Quando finalmente chegamos ao topo, ali por volta dos 15 anos,
Imaginamos que o ideal seria estacionar e viver ali para sempre.
Pois, neste ponto, é onde conseguimos avistar todo o caminho que temos para seguir
E nos damos conta das responsabilidades e obrigações que teremos que assumir.

Mas é inevitável, quando menos esperamos o carrinho se prepara para descer
E não há nada que possamos fazer para impedir
Apenas seguramos firme, fechamos os olhos e encaramos.
É uma mudança brusca, e o desespero é impossível conter,
Nada é mais do jeito que estávamos acostumados, mas devemos seguir, devemos viver.

Em meio a tantas curvas, acabamos deixando algumas coisas para trás.
Mas a vida, em sua imensa bondade, com um loop nos da a oportunidade
De olhar, pensar e entender o sentido da necessidade de esvaziarmos a bagagem.
Pois, mais cedo ou mais tarde, a calmaria vem, e enfim, teremos paz.

De repente o carrinho estaciona,
E finalmente nos damos conta
Do quanto cada segundo foi incrível, inesquecível.
A saudade começa a apertar nosso peito sem piedade
Queremos viver tudo de novo, mesmo sabendo que é impossível.

Cada dificuldade que encontramos, cada obstáculo que surgiu no nosso caminho,
Agora já não nos parece mais tão assustador.
Olhamos para tudo com um sentimento de dever cumprido
Pois sabemos, que a vida, apesar de tudo,
Nos levou seguros, envoltos de amor e de muito carinho.

sábado, 21 de janeiro de 2017

Sempre em frente!

Você sabe que não é nem um pouco fácil passar pelas circunstâncias que a vida apresenta. Muitas vezes pensa que é melhor desistir de tudo e continuar sentada no sofá assistindo aquele filme que já decorou todos os diálogos e os fala antes dos personagens. Comendo o mesmo bolo de cenoura com cobertura de chocolate, ou, apenas, ficar deitada na cama, de olhos fechados e escutando aquela música animada que te faz imaginar dirigindo um carro conversível na Rota 66 com o homem dos teus sonhos, que tem o sorriso perfeito, olhar brilhante, que nunca vai te magoar ou te fazer chorar. Que vai entender suas crises de ciúmes por uma simples curtida em uma foto no instagram e vai saber que uma tigela de açaí com morango e leite condensado é um remédio milagroso para a sua TPM.
Eu tenho um segredo pra te contar, VOCÊ PODE VIVER TUDO ISSO! Juro que pode! É um sonho? Levanta desse sofá, toma um banho demorado, veste aquela roupa que você gosta, que é velhinha, mas é a mais confortável, arruma seu cabelo, SAIA DA ZONA DE CONFORTO e realize! Mas é claro que nada vai acontecer num piscar de olhos, as coisas levam tempo, poxa. Espere, mas faça! Trabalhe para que isso aconteça. Quer um emprego? Envie seu currículo, mas esteja preparada para as entrevistas. Economize uma parte do seu salário, compre um carro conversível e vá para a Rota 66.
 Quer uma faculdade? Estude, se dedique, saia do Facebook, dê um tempo no Whatsapp, pare de postar Snaps mostrando pra todos que você está estudando, quando na verdade você não está, eu sei que não está. Tire notas boas, pergunte quando estiver com dúvidas, faça uma festa de formatura, chame todos os seus amigos, aproveite, esse vai ser o seu momento, pois, quando a festa terminar e a ressaca passar, a vida vai recomeçar e não vai mais ser brincadeira.
Quer encontrar o amor da sua vida? Bom, essa parte é um pouco mais complicada, mas ele existe. Ele posta fotos lindas, compartilha frases de amor e de fé, gosta dos animais e tem muitos amigos. Ele curte uma foto sua e o seu coração quase sai pela boca. Vocês começam a conversar e você tem certeza que ele é o homem com quem você vai formar uma família, é carinhoso, atencioso e se preocupa com você, todos os dias você acorda com a mensagem dele dizendo “Bom dia, linda! Dormiu bem?”, todas as vezes que vocês conversam ele salienta que você é a garota mais linda que ele já viu, e isso te deixa boba, com aquele sorriso de lado e sem saber o que responder. Finalmente vocês marcam de se encontrar, de cinco em cinco minutos você se olha no espelho pra ver se o cabelo está certinho e se o batom não está borrado. Você quase não dormiu noite passada imaginando como seria esse encontro. Será que ele é cheiroso? Será que o sorriso dele é tão lindo quanto nas fotos? E a voz dele, será que é tão boa de se ouvir como nos áudios do Whatsapp? Será? Será? Será? Meu Deus, a campainha tocou, é ele! Veio te buscar em casa pra vocês irem comer uma pizza. Segura esse nervosismo e vai!
Vocês conversam como se se conhecessem há anos. Riem, brincam, aumentam o volume da música e cantam mais alto ainda. Olha só, ele pagou a conta! Antes de te deixar em casa ele sugere que vocês dêem mais uma volta, você aceita. Ele para o carro e te convida pra andar um pouco, ele sabe que você gosta de admirar a lua cheia. Te olhando nos olhos ele coloca seu cabelo atrás da orelha, você não consegue parar de admirá-lo, cada gesto dele é como uma sinfonia, você percebe que ele está se aproximando e, automaticamente seus olhos se fecham.
Que noite foi essa, menina? Você acorda com um sorriso quase maior que o seu rosto, relembra tudo o que aconteceu, suspira e pega seu celular, e lá está a mensagem dele, seu coração sorri junto com seus lábios, que garoto perfeito! Vocês continuam saindo, conversando, se conhecendo cada vez mais. Você não consegue parar de pensar nele o dia todo, idealiza um futuro ao seu lado, e vocês até conversam sobre isso, ele também se mostra empolgado com a ideia, isso te deixa mais feliz ainda.
Até que um dia, quando você acorda e pega seu celular, cadê a mensagem dele? Você pensa que ele deve ainda estar dormindo, decide olhar e ele está online, como assim? Você vai atrás mas ele está diferente, parece frio e dá respostas curtas, você pergunta se está tudo bem e ele diz que sim, mas você sabe que não está. E, do nada ele para de te responder, não te procura mais, mas o que você fez de errado? Será que você disse alguma coisa que ele não gostou? Será que ele conheceu outra menina mais interessante que você? Você não entende e seu coração se quebra, você chora, passa noites em claro lembrando de como ele era perfeito e do nada se tornou tão arrogante.
Tenho mais uma coisa pra te contar, não vai ser a única vez que isso vai acontecer. Infelizmente. Muitos garotos vão machucar seu coração, vão fazer você pensar que não é boa o suficiente e que talvez o amor da sua vida não exista e que isso é papo furado. Mas não se deixe levar por esses pensamentos, você é uma menina linda, que tem uma vida boa, estuda, trabalha, tem uma família que te ama, está sempre rodeada de amigos, então vou te dar um conselho, aproveite ao máximo tudo o que você tem, saia viajar com a sua família, faça um acampamento com os seus amigos, dê risada até a sua barriga doer, tome banhos de chuva, ande a cavalo, coma coisas saudáveis, coma besteiras também, cante, aprenda a tocar um instrumento, faça aulas de dança, VIVA! Não se afobe. O mal deste século é o “instantâneo”, queremos tudo pra ontem senão já desistimos. As coisas precisam de tempo para serem edificadas. Tenha paciência, seja paz e viva tranquilamente.